Falando sobre Star Trek Beyond

Star Trek Beyond é diferente de qualquer outro filme da franquia. É mais engraçado, cheio de ação e mais rápido.

Com a saída de J.J. Abrahams (que foi para uma galáxia mais distante, para dirigir Star Wars: O Despertar da Força), o diretor Justin Lin mostrou que foi uma ótima escolha para o filme, ele faz você ficar sem fôlego com as ótimas cenas de ação e nas câmeras rápidas. Mais uma escolha importante nos bastidores do filme foi trazer o Simon Pegg para ajudar escrever o roteiro, o cara é um fã da franquia, ele soube introduzir o humor na medida certa no filme, não é aquele tipo de humor que toda hora tem piadinhas, eles são bem colocados pontualmente nos momentos certos e necessários.

star-trek-beyond-bridge-crew.jpg

Star Trek acompanha o capitão James Kirk em uma missão que acaba colocando a Enterprise em armadilha do vilão Krall (Idris Elba) e os isolando em um planeta desconhecido. 

O filme trabalha bem a dinâmica entre os personagens que acabam se separando após o ataque do vilão Krall. O filme também da mais visibilidade para personagens secundários.

A TRIPULAÇÃO

Capitão Kirk (Chris Pine) está tendo uma crise existencial e pensando em deixar o comando da USS ENTERPRISE; Spock (Zachary Quinto) e Uhura (Zoe Saldana) estão passando por probelmas no relacionamento; Sulu (John Cho) preocupado com seu marido e sua filha em Yorktown; Scotty (Simon Pegg) e “Bones” McCoy (Karl Urban) estão sendo os mesmo desde quando o conhecemos no primeiro filme em 2009 e Checov (Anton Yelchin) teve uma participação maior e melhor (sim, está autorizado você deixar escorrer um lágrima durante o filme).

simon-pegg-sofia-boutella-and-chris-pine-in-star-trek-beyond

NOVOS PERSONAGENS

Idris Elba como o vilão Krall, um renegado que planeja sabotar a Federação Unida dos Planetasdeixou um pouco a desejar, o personagem tem uma história bacana mas ficou o mesmo dos outros filmes, o vilão que só quer vingança.

beyond_ocZRpln.jpg

Jaylah (Sofia Boutella), uma das habitantes alienígenas do planeta que só quer encontrar o caminho de casa, ela é muito bem desenvolvida e se tornou minha personagem preferida no decorrer do filme. 

Esse filme mostra a verdadeira filosofia de Star Trek, a união, a amizade e compreensão das diferenças entre os tripulantes. 

Star Trek Beyond é uma grande homenagem para a franquia que completa 50 anos em 2016 e também ao Leonard Nimoy, nosso eterno Sr. Spock e nos créditos é feita uma homenagem também a Anton Yelchin, que faleceu após um acidente automobilístico em junho.

O filme me agradou e espero que agrade vocês também. Nota  4/5

Pedro Furtado