Falando sobre John Wick: Um Novo Dia Para Matar | Crítica

John Wick não é muito bom em se aposentar

O primeiro John Wick superou as expectativas de muita gente com um enredo simples, deixando as portas abertas para uma sequência. E agora o capítulo 2 (que é o subtítulo original) impressiona, superando o primeiro filme. John Wick é o papel perfeito para o Keanu Reeves, um homem com habilidades de luta brilhantes e com tom de tristeza. Ele é acompanhado por um excelente elenco de apoio, como Ian Mcshane, Ruby Rose, Common, Laurence Fishbourne

Fusi-john-wick-2.jpg

O diretor Chad Stahelski sabe como fazer um filme de ação importante. Cada cena era significativa. Cada personagem foi bem compreendido. Nos cinemas eu quase podia sentir cada soco, e tomar cada tiro que o John Wick levava. Stahelski usa uma combinação perfeita de iluminação, cenário, coreografia e trilha sonora que são de tirar o fôlego.

John Wick: Um Novo Dia Para Matar aumenta ainda mais essa mitologia, a questão de ter um hotel que é uma zona neutra, esse mundo de “submundo de assassinos” que se misturam facilmente na sociedade.

Esperamos por um capítulo 3 em breve.

Obs: Nenhum cão foi ferido ou morto desta vez

fusi-nota10