Falando sobre Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas

Os últimos meses não têm sido fáceis para os fãs dos Titãs. Com algumas notícias, rumores e fotos da série em live-action, que tem sua estreia marcada para outubro, não vem agradando muito o público-alvo, e com o anúncio do filme Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas, que também não agrada grande maioria dos fãs, os ânimos ficaram exaltados e a revolta de muitos foi cativada.

Jovens-Titãs

A animação do Cartoon Network teve sua estreia em 2013 e não agradou quem leu os quadrinhos ou acompanhou a saudosa versão da animação da equipe de 2003, mas isso não foi um problema para a DC ou para os próprios criadores do desenho. Investindo em episódios que trazem o dia-a-dia dos Titãs fora do campo de batalha, abusando das cores fortes e das piadas “de tiozão”, o novo formato foi um sucesso do canal e também marcou o crescimento de uma nova geração de fãs. Juntando a aclamação de uns e o ódio de outros, por que não lançar um filme para o cinema satirizando outros heróis que também já apareceram nas telonas?

Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas com um enredo simples e sem muitas reviravoltas, possui um tom leve e dinâmico que, apesar de ser bastante infantil como os episódios da série, têm cenas que remetem a sincronia que a equipe da animação dos anos 2000 exibia, e também faz jus ao gênero sempre agradando as crianças. Contudo, não são só os mais novos que saem da sala de cinema com um sorriso no rosto, pois as referências presentes no longa são o bastante para alegrar o fã que tiver mais apego pelos quadrinhos da equipe.

Debochando de filmes como Lanterna Verde, Batman v Superman e Deadpool, os cinco heróis também encontram o timing ideal para zoar o próprio estúdio e apontar os “erros” que a DC comete em suas adaptações cinematográficas, mas não deixam de lado os acertos. Os fãs que criticam o novo formato da equipe também viram motivo de brincadeira, fazendo com que a frase “não somos levados a sério” seja citada várias vezes ao longo dos noventa minutos de filme.

Ao contrário do tom sério dos filmes animados da DC, o longa traz cenas musicais, sequências que fazem referência direta aos episódios da animação e a aparição de vilões e heróis conhecidos, o ritmo se mantém e não se torna cansativo combinando bem com a dublagem tanto em inglês quanto em português. O drama vivido por Robin ao querer um filme sobre sua vida aparece na hora certa, servindo muitas vezes para algumas lições de amizade e cenas em que os outros Titãs se destacam mais.

Mais do que um filme feito para crianças, Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas é para os fãs dos heróis da DC Comics, desde os que já tiveram um filme próprio até os que não ganham muita visibilidade fora dos quadrinhos.


Contém spoilers!!!

jovens-titãs-004-Cópia-696x436

A participação de Slade pode ser considerada a parte mais nostálgica para os fãs da animação de 2003 – mesmo desenhado com os traços padrões de Os Jovens Titãs em Ação, toda vez que contracenava com Robin, o som do menino-prodígio falando o famoso e inesquecível “Slaaade”, bem lento e raivoso tomava conta dos alto-falantes. É graças a ele que vemos a equipe em sua melhor cena de ação, que nos leva a ter a impressão de estarmos vendo a versão antiga da equipe.

Há também uma referência rápida a vida de Robin no circo, mas nada muito aprofundado ou explicado, assim como Ciborgue citando que seria um jogador de futebol americano caso não fosse um super-herói, e Estelar mencionando as guerras de Tamaran.

É também em Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas que temos uma das melhores sequências em uma animação, mostrando como o mundo seria sem os heróis logo depois que os Titãs voltam no tempo e impedem que as histórias “trágicas” do Superman, Mulher-Maravilha, Batman e Aquaman aconteçam – eles evitam a explosão de Krypton, pulam corda com o Laço da Verdade, jogam plástico no mar e deixam o pequeno Aquaman sufocado e, por último, mandam Thomas e Martha Wayne por uma rua cheia de flores e pessoas alegres, ao invés do beco escuro que eles entram na noite de seu assassinato.

Por fim, temos a tão esperada cena pós-crédito, na qual os Titãs de 2003 aparecem em frente a uma câmera, com Robin dizendo que encontrou um “jeito de voltar”. Ainda não se sabe se a cena foi feita apenas para agradar (ou desesperar) os fãs, ou se existe uma chance real de que a sexta temporada da animação aconteça, fechando os vários arcos que ficaram abertos. Aparentemente, houve uma proposta feita pelo Cartoon Network, escritores e dubladores originais da animação, onde foi dito que a sexta temporada aconteceria se Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas tivesse um bom desempenho de crítica e de bilheteria, e felizmente o filme vem tendo.

De qualquer forma, agradando ou não, está sendo uma ótima época para os fãs dos Titãs, graças a quantidade de conteúdo liberado sobre a equipe; só nos resta aproveitar.


Por: Maria Clara Barroso